segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Queria ser filha única

Recentemente foi dia do irmão. Lindas mensagens para os irmãos apareceram na minha timeline do Facebook. Lindas... mas eu não me identifico com nenhuma...

Me perguntam se eu não vou dar um irmão para minha filha. Dizem que é bom ter irmão.

É bom ter irmão? Bom para quem? Bom em que termos?

Realmente, dever ser bom ter irmão se ele não for um drogado esquizofrênico que aparece como um fantasma na sua porta diariamente te lembrando que você não tem direito a ter uma vida normal. Te lembrando diariamente que você não veio de uma família normal. Te lembrando que mesmo que você tente apagar seu passado tentando construir uma família normal, você ainda terá vindo daquela bosta de família.

É, pois é... dizer que é bom ter irmão não passa de uma opinião pessoal. Você acha bom, mas eu posso não achar. E tudo bem... cada um tem sua história. Só não é legal ficar tentando convencer a pessoa de uma coisa pela qual ela não tem repertório para acreditar.

Sim, meu desejo mais profundo e sincero hoje era ser filha única e não ter que passar por metade do que eu passo.

Por isso, antes de emitir uma opinião assertiva sobre um assunto, saiba que existem outras 500.000 nuances sobre o mesmo assunto. E NENHUMA é a certa e NENHUMA é a errada. Elas só são diferentes.


sexta-feira, 29 de julho de 2016

25 coisas que a Thaty de hoje diria para a Thaty de 25 anos...

1 - coma melhor
2 - aprenda a cozinhar o quanto antes, pela sua saúde 
3 - tente ir visitar sua mãe na Itália 
4 - guarde mais dinheiro para o futuro 
5 - certifique - se se isso com o que trabalha é o que vc quer mesmo fazer na vida
6 - fale menos
7 - desarme essa fachada de turrona
8 - não se afaste dos seus antigos amigos
9 - aproveite a sua liberdade de tempo mais ainda
10 - aprenda francês ao invés de espanhol
11 - beba moderadamente 
12 - aprenda a diplomacia do ambiente de trabalho rápido
13 - namore mais
14 - tente prestar o mestrado que vc sempre quis, mesmo que seja bem distante da realidade do seu trabalho de hj
15 - viaje mais
16 - não perca o hábito de escrever 
17 - comece a pensar na sua aposentadoria
18 - aproveite sua família quando ela estiver por perto
19 - permita - se fazer coisas que ninguém espera de vc
20 - aproveite a noite da sua formatura ao lado dos seus amigos
21 - tire mais fotos
22 - durma o quanto puder
23 - continue sempre se exercitando
24 - nunca faça aula de step numa academia 
25 - assista todas as comédias românticas que vc quiser

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Sobre dar bom dia olhando nos olhos de uma pessoa

Hoje lendo este texto, me lembrei de uma história que aconteceu comigo...

Um dia, eu sentada na minha mesa, na obra, chega um funcionário da mão de obra (um carpinteiro), bate a porta do escritório, entra e me entrega um embrulho. Quando eu o abro, vejo a imagem de uma Nossa Senhora talhada em madeira. E pergunto o que é aquilo. Ele responde que é um presente para a única pessoa que lhe dava bom dia olhando nos olhos. Aquele era seu último dia na obra. Ele tinha sido mandado embora. Agradeci mesmo sem entender o porque eu mereceria algo por ter feito nada de mais…
A sua escultura está comigo até hj… e eu nunca deixei de dar bom dia olhando nos olhos de ninguém…

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Os dissabores da varanda gourmet

Sabe, vai ser difícil alguém me convencer algum dia a comprar um apartamento por causa de uma varanda gourmet... Até acho legal o que ela me proporciona: churrasquinho, conversa na varanda, é mesmo uma delicia, mas tem seu preço. E é esse preço que eu não tô a fim de pagar!

Vamos lá, para começar, você sabe que este pedaço do seu apartamento que é vendido tão sabiamente, na verdade nem é computado para quem o constrói. È mais ou menos assim a coisa: para você, a varanda “vale” um dinheirão, poxa, um espaço bonitão destes, para quem constrói, vale quase nada e ele tem um retorno garantido. Na prática você paga por algo que não vale nada! E se tem uma coisa que eu odeio é ser enganada comercialmente falando! Gosto de comprar comida que é comida mesmo, roupa que é roupa mesmo, e apartamento que é apartamento mesmo!

Há muito tempo as construtoras vêem diminuindo consideravelmente o espaço útil de um apartamento. Hoje são capazes de fazer um apartamento com 3 dormitórios com sei lá, 60 metros quadrados... Irracional! Sei que diminuíram tanto, mas tanto que a coisa ficou preta! E aí começaram a “aumentar” a área destes apartamentos com as “varanda gourmet”. Porque né, você vê: 3 dormitórios, 105 metros quadrados, faz as contas, compara e fica contente, achando que tá legal! Mas tire destes 105 metros uns 20 metros de varanda e você já tem 85 metros para dividir seus mesmos 3 dormitórios. A conta para mim não bate! Eu já morei num apartamento de 80 metros com 2 dormitórios. Era OK! Tinha o quarto principal com 3 x 4,5 metros – medidas que considero ideais para quartos de padrão médio. Outro quarto com uns 3,5 x 2,7 metros. E uma sala com 3 metros de largura – menos que isso é chamar a gente de trouxa, porque hoje qualquer um tem uma TV de 49 polegadas! Não dá para fazer milagre! Dois corpos não conseguem ocupar o mesmo espaço!

Então "péra" lá! Para onde foi o “resto” do apartamento que tão me vendendo? Para a varanda amigo! Seu quarto, seu banheiro, sua cozinha, sua sala, tudo foi ficando menor para que a construtora pagasse menos imposto, construísse mais com menos dinheiro, ganhasse mais e você ainda ficasse contente com isso! Eu chamo isso de parceria caracu.


Não é incrível? Não, eu não tenho estudos científicos sobre o assunto, sou só uma curiosa, que observa com um risinho nos lábios os panfletos entregues nas ruas... 

Enquanto isso, aprecio a linda vista da minha varandinha bistrô...

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Limpe sua privada

Ontem enquanto limpava minha casa estava pensando exatamente em várias questões deste texto (que encontro hj na tl de uma amiga querida):
1) acho que qualquer pessoa com capacidade (física, cognitiva, etc) para tal deveria limpar sua própria privada (no sentido literal ou não, ou ambos!)
2) acho que enquanto o brasileiro puder pagar um empregado para limpar a sua própria privada (ou qualquer outra terceirização), boa coisa não vai sair… é porque haverá gente miserável… e isso não é bom para ninguém.
3) não há um ser humano sequer que trabalhe de bom grado por um salário de fome. Não, nem aquela tiazinha que trabalha na sua casa sorrindo na sua frente… espera só para pegar o busão com ela no final da tarde para saber a verdade… :)
ps: eu adoro limpar a minha casa, acho que ninguém no mundo é capaz de limpar, arrumar e organizar melhor nossas coisas do que nós mesmos. Limpar minha privada, assim como lavar louça, ou fazer a comida diariamente é um “luxo” meditativo que me concedo. Recomendo a todos que acham que tem problemas, limpar semanalmente (ou com a frequência que preferir) a sua privada.
ps2: uma limpada básica na casa pode me tomar 3 horas corridas ou meia hora distribuída ao longo da semana… não mata ninguém…

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

A casa das três mulheres

É impossível ver a um novo episódio de 3 Teresas e não me lembrar da minha mãe e da minha avó... No episódio desta semana, a Tete fez 18 anos e claro, passou um filme na minha cabeça...

Eu não pude passar meu aniversário de 18 anos com mãe e avó como ela, pois Dona Iole tinha nos deixado 1 ano e meio antes. E ela foi embora muito, muito cedo... Assim como minha mãe...

Acho que um dos momentos mais felizes da minha vida foi quando moramos eu, minha mãe e minha avó sob o mesmo teto. Não vou mentir, o dia a dia não era nada fácil com 3 cabeça duras teimando o dia inteiro. Mas lembro com carinho das vezes em que andávamos na rua e eu notava claramente a velocidade de cada uma: minha mãe passos a frente de mim e minha vó passos atrás de mim.

A gente se amava e se odiava com a mesma intensidade. As discussões entre as mais velhas da casa era por vezes, homéricas. Imaginem 2 italianas bradando e exigindo ter a completa razão? Caos! Mas era muito divertido! E, não tendo lembrança que quando vivi com meu pai e minha mãe juntos, é a lembrança da "família completa" que eu tenho: avó, mãe e filha.

Detalhe que esse momento não deve ter durado mais do que 1 ano, se não me engano... e tudo aconteceu dentro de uma kitnet de 50m2 (é... antigamente kitnet tinha tamanho de apto de 3 dormitórios de hoje... rsrsrs...). Foi nesta época, tentando solucionar a equação de colocar um treliche + uma cama de solteiro + 3 armários + escrivaninha + sala de estar num espaço de 4 x 7m que decidi que faria arquitetura. Ironia do destino...

É uma pena que não tive a chance de falar como eu gostava destas duas cabeça duras... mas elas fizeram, por bem ou por mal, quem eu sou hoje.

Obrigada mãe.

Obrigada vó.


sábado, 12 de outubro de 2013

Carta de uma grande amiga





Olá,

Estou escrevendo esta carta para você que está no ano de 1993.

Pode parecer loucura, mas este ano marcará sua vida para sempre... E para sempre ele estará na sua memória...

Sei que não está sendo um ano extremamente bom, pois você não esperava ficar sem sua avó tão cedo, mas logo você vai realizar seu sonho de enfim viver com sua mãe. O que você não imaginava é que para isso acontecer você também terá que se afastar dos amigos inseparáveis que você fez ao longo do último ano... Nem sempre pode-se ganhar tudo!

Posso te garantir que você também vai realizar seu outro sonho de se tornar arquiteta. Mas algo me diz que o destino reserva algo mais além desta ocupação para você... Mas você terá que descobrir sozinha...

Uma dica: lembre-se do que você queria fazer além de ser arquiteta... a gente não precisa seguir para sempre fazendo algo projetado com 13 anos! A vida dá voltas, nossa cabeça muda, muitas vezes, e você vai descobrir outros interesses além de ficar matutando o melhor espaço para cada coisa...

Sabe esse lugar para o qual você vai todos os dias, de segunda à sexta, desde seus 10 anos de idade para estudar? Pois é, ele não será só um lugar para adquirir conhecimento... Lá você conhecerá praticamente todas as pessoas importantes na sua vida daqui a 20 anos: seus amigos, seu marido... por isso, dê mais valor à esses dias aí, eles serão muitos e serão a melhor lembrança da sua vida.

Dê mais valor à sua família, ela é confusa, mas é o que você tem. As pessoas não vivem para sempre e quanto menos você espera não haverá mais chance de dizer "Obrigada"...

E quando você se sentir pronta para dar um passo a mais na construção da sua própria família, você terá que dar mais cinco passos além para ultrapassar os obstáculos que a vida vai te impor. Será mais um ano de perdas e ganhos... Fique firme, e continue, tudo vai dar certo no final...

Cuide da sua saúde, não coma tanta besteira, gordura, carne... tudo isso não te faz bem, e você vai demorar muito tempo para perceber isso...

Não junte muita coisa inútil, um dia você vai jogar tudo fora sem nem olhar para trás.

Não se esqueça de como lidar com seu dinheiro com mão de ferro (como faz hoje).

Serão 20 anos de muitos altos e baixo, ganhos e perdas, porém serão anos memoráveis...

Sorria sempre, olhe longe, fale menos...

Feliz aniversário!

Beijos para mim mesma...

Daqui a 20 anos.

update: post livremente inspirado pelo post da Thais Godinho...

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

A hora do pesadelo (literalmente)

Tenho tido uma quantidade absurda de pesadelos... pesadelos mesmo, de acordar no meio da noite assustada...

Por muito tempo tive um pesadelo constante onde eu jogava uma pessoa pela janela da área de serviço do meu antigo apto. No começo esta pessoa não tinha um rosto, depois ele tomou forma e se mostrou: era meu ex padrasto, que na época ainda era vivo. Pouco depois ele morreu e nunca mais sonhei com aquilo... O mais bizarro deste pesadelo era que muitas vezes eu ficava lá ouvindo o barulho que o corpo faria ao chegar no solo. E gostava, porque de certa forma, havia alcançado o meu objetivo... um horror... e tb tinha uma razão para ser naquela janela e não nas demais... era a única que não tinha rede de proteção!

Eu já não tenho este pesadelo, mas sonho constantemente que algo na janela ou na porta do quarto começa a desabar. É muito nítido! Tão nítido que chego a acordar o marido para olhar! Mas não tem nada... No último sonho, a cortina começava a emanar um gás tóxico e eu acordei querendo sair dali!!!

Eu sinceramente não sei a origem destes pesadelos, ou até saiba, mas não quero saber!

O fato é que pouco antes da minha vó falecer é que eles começaram (ainda na minha adolescência). E eu passei quase um ano dormindo no quarto dela, pq tinha medo de dormir sozinha no meu quarto!

Espero que eles passem de vez! É raro o dia que eu não tenho estes pesadelos (hj por exemplo), e eles me assustam profundamente!!!

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Um caso de amor com a minha varanda

Ando apaixonada pela minha varandica!

Porque estando voltada para oeste, me brinda todos os dias com o melhor pôr do sol.


Porque ali está plantada uma muda da planta que ornamentou as mesas do meu casamento, 10 anos atrás.

Porque ali eu tenho manjericão e salsa fresquinha para a salada, o kibe, a bruschetta...


Porque a falta da viga de coroamento (ela é tão pequenininha que foi feita só com uma laje em balaço) faz o sol entrar na sala já às duas da tarde.

Porque não há prédios mais altos num raio de uns 5 kilômetros, tendo portanto, um horizonte a perder de vista...





segunda-feira, 3 de junho de 2013

Abaixo a área de serviço!






Vamos lá, o que você efetivamente precisa numa área de serviço? Tanque, máquina de lavar roupas, varal e um armário para produtos de limpeza, aspirador de pó, etc... Pois é, e cheguei à conclusão que você consegue ter tudo isso em 1 metro quadrado! Vai, pode até ser 1,20 x 1,20 metros! Ainda mais com o crescente mercado de máquinas lava e seca, mais um pouco até o varal estará com os dias contados!

Ué, mas logo eu que levanto a bandeira de mais espaços nos apartamentos, falando em diminuir um “cômodo” para 1 metro quadrado??? Mas hã, me fala uma coisa, quanto tempo você passa na sua área de serviço? Uma pessoa normal passa pouco né? Até mesmo uma dona de casa, te asseguro, passa mais tempo no quarto (8 horas de sono, vamos ser otimistas) do que na área de serviço! Mas e para passar roupa? Não dá para passar roupa em 1 metro quadrado!!! Bom, se é você que faz este serviço, suponho que você o faça onde há alguma distração – TV, som... E isso pode ser feito em qualquer lugar da casa. Se você for privilegiado com uma pessoa que te ajude a fazer isso e seja paga para tal, te garanto que nem ela use a tal área de serviço. A não ser que você também passe o dia em casa, chefiando a coisa!

Todo esse meu pensamento começou quando conheci o projeto de uma amiga. Ela morava com o marido num flat, e não tinha área de serviço. Não tendo outro espaço para colocar máquina e o tanque, ela resolveu “comer” um espaço do banheiro fazendo um “segundo” box, para colocar esses equipamentos. Como a máquina tinha abertura na parte de cima, ela percebeu que só precisava do espaço da máquina para a largura deste “segundo” box. Era bem assim o projeto, imagine: janela externa, box com máquina de lavar roupas e tanque, porta de correr de vidro (cada uma corre para o que você vai usar, máquina ou tanque), box de tomar banho e mais uma porta de vidro. Achei aquilo sensacional! Por que matava dois coelhos numa cajadada só: a falta de espaço e a proximidade da cozinha!

Sabe, também não vejo com bons olhos o fato da nossa área de serviço brasileira ser coladinha com a cozinha. É meio irracional! Hoje em dia o tanque é praticamente uma extensão do fogão, de tão próximos! Dá até para enfiar ali uma panela que você não esteja usando e queira apoiar! Exageros à parte, é nítido que a coisa não tá no lugar certo quando você tem que pensar se vai fritar bife hoje ou amanhã porque é dia de roupa no varal! Quantas vezes você não deixou a fritura de lado porque seu único edredom tava secando no varal??? Ou a sua calça jeans preferida? Tudo porquê? Porque a dinâmica dos apartamentos é (salvo exceções): janela externa, espaço para máquina de lavar roupas, tanque, fogão, pia, espaço para geladeira. Tudo batidão, na mesma linha, visualizou? Há variações do tema: pia assim, geladeira assado, pode até ser que sua cozinha seja contemplada com uma janela independente da área de serviço! Clap, clap, clap para o arquiteto! E se a janela da área de serviço for com vidro incolor então, melhor ainda! Triste você que cozinha sem uma vista bonita porque a sua janela da cozinha é a mesma da área de serviço e alguém te falou que o vidro jateado era legal, “porque assim o pessoal lá fora não vê a roupa estendida”. Assim, fuck o pessoal lá fora! Quero poder VER o céu azul enquanto cozinho meu arroz integral!!!

Também não vou dizer que aquela coisa de não ter área de serviço, como os americanos, de colocarem a máquina de lavar roupas na cozinha, seja legal. Já vi programas de fora onde eles reclamavam de fiapos de roupa na cozinha. Tá certo, também não é legal!

Mas acho que a gente podia ter umas cabeças pensantes que colocassem a área de serviço num lugar inócuo, longe da gordura da cozinha. Poxa, se são duas área que são dispares são estas duas! Uma é para deixar seu lençol cheirosinho, a outra para cozinhar e produzir odores com isso! Não tá certo uma do ladinho da outra!

Na Europa, é comum a máquina de lavar roupas ficar no banheiro. Na Itália, bem sabe-se, o varal fica até para fora dos apartamentos, quer seja em Milão ou em Nápoles. É o jeito deles! Não posso recriminar, acho que é até cultural.


Assim como é também cultural o culto à nossa área de serviço. Porque somos um país que até pouco tempo contava com mão de obra muito barata. A coisa tá começando a mudar de figura... Quem sabe a revolução arquitetônica para isso não seja a abolição da área de serviço???