segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Queria ser filha única

Recentemente foi dia do irmão. Lindas mensagens para os irmãos apareceram na minha timeline do Facebook. Lindas... mas eu não me identifico com nenhuma...

Me perguntam se eu não vou dar um irmão para minha filha. Dizem que é bom ter irmão.

É bom ter irmão? Bom para quem? Bom em que termos?

Realmente, dever ser bom ter irmão se ele não for um drogado esquizofrênico que aparece como um fantasma na sua porta diariamente te lembrando que você não tem direito a ter uma vida normal. Te lembrando diariamente que você não veio de uma família normal. Te lembrando que mesmo que você tente apagar seu passado tentando construir uma família normal, você ainda terá vindo daquela bosta de família.

É, pois é... dizer que é bom ter irmão não passa de uma opinião pessoal. Você acha bom, mas eu posso não achar. E tudo bem... cada um tem sua história. Só não é legal ficar tentando convencer a pessoa de uma coisa pela qual ela não tem repertório para acreditar.

Sim, meu desejo mais profundo e sincero hoje era ser filha única e não ter que passar por metade do que eu passo.

Por isso, antes de emitir uma opinião assertiva sobre um assunto, saiba que existem outras 500.000 nuances sobre o mesmo assunto. E NENHUMA é a certa e NENHUMA é a errada. Elas só são diferentes.


sexta-feira, 29 de julho de 2016

25 coisas que a Thaty de hoje diria para a Thaty de 25 anos...

1 - coma melhor
2 - aprenda a cozinhar o quanto antes, pela sua saúde 
3 - tente ir visitar sua mãe na Itália 
4 - guarde mais dinheiro para o futuro 
5 - certifique - se se isso com o que trabalha é o que vc quer mesmo fazer na vida
6 - fale menos
7 - desarme essa fachada de turrona
8 - não se afaste dos seus antigos amigos
9 - aproveite a sua liberdade de tempo mais ainda
10 - aprenda francês ao invés de espanhol
11 - beba moderadamente 
12 - aprenda a diplomacia do ambiente de trabalho rápido
13 - namore mais
14 - tente prestar o mestrado que vc sempre quis, mesmo que seja bem distante da realidade do seu trabalho de hj
15 - viaje mais
16 - não perca o hábito de escrever 
17 - comece a pensar na sua aposentadoria
18 - aproveite sua família quando ela estiver por perto
19 - permita - se fazer coisas que ninguém espera de vc
20 - aproveite a noite da sua formatura ao lado dos seus amigos
21 - tire mais fotos
22 - durma o quanto puder
23 - continue sempre se exercitando
24 - nunca faça aula de step numa academia 
25 - assista todas as comédias românticas que vc quiser

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Sobre dar bom dia olhando nos olhos de uma pessoa

Hoje lendo este texto, me lembrei de uma história que aconteceu comigo...

Um dia, eu sentada na minha mesa, na obra, chega um funcionário da mão de obra (um carpinteiro), bate a porta do escritório, entra e me entrega um embrulho. Quando eu o abro, vejo a imagem de uma Nossa Senhora talhada em madeira. E pergunto o que é aquilo. Ele responde que é um presente para a única pessoa que lhe dava bom dia olhando nos olhos. Aquele era seu último dia na obra. Ele tinha sido mandado embora. Agradeci mesmo sem entender o porque eu mereceria algo por ter feito nada de mais…
A sua escultura está comigo até hj… e eu nunca deixei de dar bom dia olhando nos olhos de ninguém…

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Os dissabores da varanda gourmet

Sabe, vai ser difícil alguém me convencer algum dia a comprar um apartamento por causa de uma varanda gourmet... Até acho legal o que ela me proporciona: churrasquinho, conversa na varanda, é mesmo uma delicia, mas tem seu preço. E é esse preço que eu não tô a fim de pagar!

Vamos lá, para começar, você sabe que este pedaço do seu apartamento que é vendido tão sabiamente, na verdade nem é computado para quem o constrói. È mais ou menos assim a coisa: para você, a varanda “vale” um dinheirão, poxa, um espaço bonitão destes, para quem constrói, vale quase nada e ele tem um retorno garantido. Na prática você paga por algo que não vale nada! E se tem uma coisa que eu odeio é ser enganada comercialmente falando! Gosto de comprar comida que é comida mesmo, roupa que é roupa mesmo, e apartamento que é apartamento mesmo!

Há muito tempo as construtoras vêem diminuindo consideravelmente o espaço útil de um apartamento. Hoje são capazes de fazer um apartamento com 3 dormitórios com sei lá, 60 metros quadrados... Irracional! Sei que diminuíram tanto, mas tanto que a coisa ficou preta! E aí começaram a “aumentar” a área destes apartamentos com as “varanda gourmet”. Porque né, você vê: 3 dormitórios, 105 metros quadrados, faz as contas, compara e fica contente, achando que tá legal! Mas tire destes 105 metros uns 20 metros de varanda e você já tem 85 metros para dividir seus mesmos 3 dormitórios. A conta para mim não bate! Eu já morei num apartamento de 80 metros com 2 dormitórios. Era OK! Tinha o quarto principal com 3 x 4,5 metros – medidas que considero ideais para quartos de padrão médio. Outro quarto com uns 3,5 x 2,7 metros. E uma sala com 3 metros de largura – menos que isso é chamar a gente de trouxa, porque hoje qualquer um tem uma TV de 49 polegadas! Não dá para fazer milagre! Dois corpos não conseguem ocupar o mesmo espaço!

Então "péra" lá! Para onde foi o “resto” do apartamento que tão me vendendo? Para a varanda amigo! Seu quarto, seu banheiro, sua cozinha, sua sala, tudo foi ficando menor para que a construtora pagasse menos imposto, construísse mais com menos dinheiro, ganhasse mais e você ainda ficasse contente com isso! Eu chamo isso de parceria caracu.


Não é incrível? Não, eu não tenho estudos científicos sobre o assunto, sou só uma curiosa, que observa com um risinho nos lábios os panfletos entregues nas ruas... 

Enquanto isso, aprecio a linda vista da minha varandinha bistrô...